Materlândia, pequena parcela, da nossa grande Minas Gerais, está situada no Vale do Rio Doce, tem 253 quilômetros quadrados de área geográfica.

A sede do Município distancia-se da Capital 300 quilômetros, e está a 820m de altura em relação ao nível do mar, Oceano Atlântico.

            Suas principais Atividades são a Agricultura e a Pecuária, com 4.482 habitantes, estimado pelo IBGE em 2018. Tendo seus munícipes chamados pelo gentílico: “materlandenses.”

Antigamente, Materlândia era uma “Fazenda” pertencente a D. Amália Renestina de Almeida, que antes do ano 1880, doou o terreno a Nossa Senhora, construindo ali uma “Capela” em sua homenagem.

Conta os antigos que o Irmão Lourenço, vindo do Santuário do Caraça trousse a imagem de Nossa Senhora Mãe dos Homens para a capela e na região inseriu o seu culto.

            Em torno da “Capela” foram construídas várias casas e em pouco tempo a “Fazenda” tornou-se um povoado e chamou-se: Capela de Nossa Senhora.

Um povoado maior foi surgindo e passou a chamar-se: Arraial Nossa Senhora Mãe dos Homens.

Depois, quando elevada a categoria de Vila recebeu as seguintes denominações: Vila Nossa Senhora Mãe dos Homens do Turvo, em razão do principal “Rio” que banha o “Município”, o Rio Turvo e depois Vila Nossa Senhora Mãe dos Homens em seguida Mãe dos Homens e por fim Materlândia, ao se tornar município.

Esta terra pertenceu por vários anos a histórica cidade do “Sêrro”, porém, em 1847, foi elevada a categoria de “Distrito”, através da Lei nº. 334/47 e passou a pertencer a “Rio Vermelho”, de 1847 até 1962.

Porém, nossos antepassados lutaram, muito trabalharam e conseguiram a emancipação política, desta Terra, através da Lei estadual de nº. 2764, de 30 de dezembro, de 1962, quando era Governador de Minas o Exmo. Dr. José Magalhães Pinto.

A instalação de sua 1ª. Câmara Municipal e em sequência a posse de seu 1º. Prefeito, se deu no dia 1º. de março de 1963.

A partir desta data, através, da Lei nº. 2764, esta Terra passou a chama-se “Materlândia”.

                                                                                        Mater-  Mãe               Lândia-  Terra